15 de fevereiro de 2017

Fire Emlem Heroes

(Retirado de: http://blogs-images.forbes.com/erikkain/files/2017/01/Fire-Emblem-Heroes-header-2.jpg)

Estou atrasada alguma semanas, mas cá estou para falar do mais novo jogo da Nintendo Mobile, o Fire Emblem Heroes! Ele está disponível para IOS e Android. E ah, se você achou o título familiar, ou é porque você já jogou os outros títulos lançados pela Nintendo para os seus consoles e portáteis, ou porque leu o post que eu fiz aqui ano passado sobre Fire Emblem Fates.

Como vocês puderam ver na resenha do Fates, eu amei o jogo e mal espero para poder jogar outros títulos, o próximo da lista é o Awakening (indo do mais recente pros mais antigos hehe). Mas como dinheiro não nasce e árvore, a gente faz o que? Joga o título mais recente, que por acaso é de graça e é para celular! Quando vi a Nintendo, junto com a Intelligent Systems, anunciando que ela lançaria o Heroes para celular, eu nem fiquei tão empolgada porque achei que seria pago como o Super Mario Run. Mas qual não foi a minha surpresa quando dia 02 de Fevereiro eu vi o jogo para ser baixado de graça? Claro, tem compras dentro do aplicativo, mas assim são os jogos hoje em dia, não é verdade? Mas saibam que dá para jogar de boas sem gastar grana no jogo! Então vamos começar a falar logo desse jogo!


História

O reino de Emblian está tentando destruir o reino de Askr. Para isso, Veronica, princesa do Império Emblian está manipulando heróis de outros mundos para atacar Askr. O príncipe Alphonse, sua irmã Sharena e a comandante Anna (sim, a "enfermeira Joy" do mundo de Fire Emblem) lutam contra as investidas de Veronica, e para isso contam com a ajuda de um summoner (invocador, no caso, você) para invocar heróis e defender Askr.

Sim, a história é pobrinha. Mas hey! É um jogo para celular, a história tem que ser breve, afinal, o que a gente mais quer naquelas horas no metrô ou de espera para ser atendido no pronto-socorro é o gameplay, e não a história!


Gameplay

Bom, quem já jogou algum Fire Emblem, vai achar bem parecido é o velho RPG tático que a gente conhece, porém claro, mais simplificado. A triangulação de armas (esquema de pedra-papel-tesoura) continua o mesmo, mas o machado só pode ser verde, a lança só pode ser azul e a espada só pode ser vermelha. Os tomes (livros de feitiços) podem ser das três cores, assim como os dragões. Somente as adagas e arco e flecha são sem cor. Além disso, cada personagem só pode usar um tipo de arma.

(Cada personagem foi redesenhado por artistas diferentes e dublados por dubladores diferentes. Os nomes deles podem ser conferidos na ficha dos personagens, no canto esquerdo inferior).

As "regras" recorrentes nos jogos da franquia de que os voadores são fracos contra arco e flechas e que as armas tipo armorslayer são fortes contra unidades com armaduras (como o próprio nome já diz) também valem na versão mobile.

Os movimentos também são muito semelhantes: as unidades voadoras podem andar até duas casas e ignorar o terreno, sendo detidas somente por muros; as unidades à cavalo andam até três casas mas não podem andar por árvores, montanhas e muros; as unidades à pé andam até duas casas e são impedidas por montanhas e muros; e finalmente, as unidades com armadura pesada andam somente uma casa, valendo as mesmas regras das unidades à pé. Para ver se você está no alcance de algum inimigo, a ferramenta "danger zone" também está presente.


As armas, skills, poderes de suporte e ataques especiais são todos liberados através do SP, adquirido quando o personagem passa de nível.


Como vocês podem ver na imagem aí em cima, ao lado dos stats do personagem tem as armas, o poder de suporte, o ataque especial, e as três habilidades passivas. Cada personagem tem seu conjunto de armas e habilidades, sendo que é possível que ele não tenha algumas das habilidades. O Alphonse aí em cima por exemplo, não tem poder de suporte e nem a habilidade passiva da categoria B, e não as terá nem quando atingir 5 estrelas.


Invocando personagens

Como eu expliquei ali em cima, a história do jogo gira em torno da guerra entre o império Emblian e Askr. Para isso, tanto você quanto o inimigo vão usar personagens dos outros títulos da franquia. Veronica vai até o mundo deles e os manipula e você invoca um por um usando as orbs


As orbs são essas esferas coloridas aí da imagem acima. A quantidade que você possui pode ser vista no canto superior direito da tela. Na aba de summon, ele vai te dar a opção de alguns heróis. Até ontem tinha duas opções de grupos, hoje só tem esse de New heroes: family bonds
Para invocar seus heróis, você vai precisar de no mínimo 5 orbs. Ao clicar em summon, você vai parar numa tela com 5 pedras de cores que são escolhidas aleatóriamente. Elas podem ser vermelhas, azuis, verdes ou cinzas; elas indicam o tipo de arma que o herói invocado vai usar. Por exemplo, se você escolher a pedra verde, vai vir algum personagem que usa o machado; se escolher uma cinza, pode vir um arqueiro, ninja ou curandeiro, e assim por diante.
Quanto mais personagens você invocar, menos orbs você vai usar. É assim: você pode invocar 5 personagens por vez, que são representados pelas 5 pedras. Para o primeiro, você gasta 5 orbs; para o segundo, terceiro e quarto, 4 orbs; e para o quinto e último, 3. Assim, você invoca 5 personagens por 20 orbs, mas tem que ser no mesmo conjunto das 5 pedras! Você pode parar de invocar quando você quiser, e tentar novamente, caso não tenha a pedra da cor que você queira, mas assim você vai começar um novo processo e aí a contagem volta para as 5 orbs e assim por diante.

Os personagens vão vir com diferentes quantidades e cores de estrelas. A ordem do mais fraco para o mais forte é:

1 estrela bronze < 1 estrela prata < 2 estrelas bronze < 2 estrelas prata < 3 estrelas bronze < 3 estrelas prata < 4 estrelas bronze < 4 estrelas prata < 5 estrelas douradas


Você pode pegar o mesmo personagem várias vezes, e a quantidade de estrelas variar. Quando isso acontecer, você pode juntar os personagens para ajudar a subir de nível, somar os pontos de SP, e no caso de mergir personagens com a mesma quantidade de estrelas, diminuir o número de hero feathers para liberar o potencial. Liberar o potencial do personagem nada mais é que subir a categoria de estrelas para uma acima. Ou seja, se o seu personagem era 3 estrelas de bronze, ele será 3 estrelas de prata.


Mapas

E como eu ganho orbs? Concluindo mapas no modo história nos níveis normal, difícil e lunático, onde você ganha 1 orb por fase concluída (só na primeira vez que você vence).


Além disso, tem outros tipos de mapa:

Special Maps: mapas onde você consegue personagens de 1 estrela de prata ou 2 estrelas de pratas e outros mapas especiais com outras recompensas.

Arena Duels: mapas onde você luta contra times de heróis de outros jogadores, mas controlados por computador. É lá que você ganha as hero featrhers.


Training Tower: mapas para você treinar seus personagens. tem vários níveis de dificuldade.





Resumindo

E esse é o Fire Emblem Heroes, explicado de um jeito beeeem sucinto. No geral, eu gostei muito, e pontos positivos por ele ser de graça e por dar para jogar de boas sem gastar um centavo!
É um jogo simples que diverte naqueles momentos de tédio, fora que a gente consegue ver um monte de personagens da franquia. Mas mesmo quem não conhece, acho que é bem válido tentar!
O único ponto negativo é que precisa de internet para jogar. Não suga muito 3G, mas se a internet estiver ruim ou o sinal fraco, pode demorar um pouco nos finais de fase ou para entrar no jogo.

Fora que é muito legal ver a Nintendo se esforçando para fazer jogos mobile. Que venham mais, e de graça, por favor! Hahahaha!

E é isso! Vocês estão jogando? Querem jogar? Tem algum jogo de celular bacana para me indicar? deixe aí em baixo nos comentários!

31 de dezembro de 2016

Feliz Ano Novo!! VEM 2017!!


E lá se vai mais um ano. Cara, o tempo voa! Sei que é coisa de gente velha falar isso, mas fazer o que? Eu estou ficando velha, já falando sobre como os priminhos já estão enormes, fazendo a piada do pavê... é minha gente, a idade chega para todos! Hahahaha! :)

2016 foi um ano cheio de coisas boas e ruins. Ele não se destacou nem por um, nem por outro. Mas como sempre, foi um ano de muito, mas muito aprendizado. Inclusive, o de viver e aprender (literalmente). Cada coisa que acontece na nossa vida nos deixa uma lição.

Aprendi que mesmo os introvertidos como eu precisam sair um pouco da toca, por mais medo que a timidez possa causar. Encontrar novas pessoas nos traz novas bagagens e novas oportunidades. Eu não abro mão do meu tempinho só para mim, de contemplação, ainda não gosto de gente muito invasiva, mas eu quero sim me abrir um pouco mais para o mundo. Foi isso que eu aprendi indo para o picnic do grupo Bloggers Out and About e indo para o lançamento do Black Silence da Mary Cagnin.

Também foi o ano que eu encontrei duas pessoas desse mundo da internet na vida real. A primeira delas foi a Karol Pinheiro, no encontrinho que teve do livro dela. A outra foi a Taís, do blog Nýr Dagur, lá no picnic do Bloggers Out and About. É muito legal ver quem a gente só vê em vídeo/foto e poder bater um papinho com elas.

Um dos pontos fortes de 2016 foi a minha saída de uma empresa que eu trabalhava, mas que por muitos motivos, queria sair. Mas vou te contar, é MUITO difícil sair da inércia. Eu tinha um trabalho, coisa que muita gente por aí daria tudo para ter, e eu querendo sair. Eu tinha um salário todo mês, e é difícil largar isso, apesar de tudo. Mas uma hora ou outra a demissão ia acontecer, e aconteceu. Fiquei uns 4 ou 5 meses desempregada, e isso foi bem desesperador. Fiz umas aquarelas ali, outras aqui, mas nenhum dinheiro entrava. TENSO. Ainda bem que eu tive meus pais para me ajudar a segurar a barra! Mas no final, eu consegui um emprego num lugar com muita energia boa, e eu faria de tudo de novo se fosse necessário. Às vezes a gente fica numa situação que já não condiz com o seu estado de espírito atual, e não sai por preguiça, inércia, acomodação... mas a verdade é que isso acaba corroendo a gente, e quando nos damos conta, já não podemos voltar atrás.

E como nem tudo na vida são flores, 2016 também foi o ano em que apontaram uma arma para mim e me deram uma escolha: ou o celular ou um buraco a mais no meu corpo. Obviamente preferi dar o meu celular. O que é material a gente sempre recupera!

Também foi o ano em que mais um ciclo se fechou e eu dei adeus à minha gatinha, a minha múmiazinha. Múmiazinha porque ela era velhinha, mas tinha muita saúde. Achei que ela ficaria com a gente por mais alguns anos, mas assim de repente, ela se foi. Tomara que ela e a Lili gordinha tenham se encontrado lá no céu dos animais.

Eu nunca tenho muitos pressentimentos ou sensações sobre os anos por vir, mas desta vez, sinto que 2017 será um ano ótimo para mim. Tomara que eu não tenha uma decepção! Hahaha! :)

E aqui eu fico, desejando à todos que estão passando por aqui um Feliz Ano Novo! Que tenha muita comilança, gente feliz, gente grata, boas vibrações e todas aquelas coisas que a gente quer ter por perto em nossas vidas. 

Obrigada à todos que dão uma passadinha por aqui, e a gente se vê em 2017!! :)

24 de dezembro de 2016

Feliz Natal!


E essa sou eu fazendo um post super-ultra-mega rápido para desejar à todos que por ventura passam aqui pelo blog! :)

O Natal é uma das minhas datas preferidas do ano não só pela decoração que não condiz nada com o nosso clima (hehe) ou pela comida gostosa, mas porque a gente sempre arranja tempo para ver quem a gente gosta e ama. Aqueles amigos que você mal consegue ver durante o decorrer do ano, aquele primo que foi morar em outra cidade, mas sempre se reúne para a ceia, os seus filhos que já não moram mais com você... enfim. O Natal é aquele empurrãozinho que falta! E não, não é hipocrisia, é só essa correria doida do ano que não deixa a gente respirar. É triste precisar de uma data comemorativa para poder arranjar essa desculpa, mas sejamos sinceros: nossa vida é assim, sempre estudando, trabalhando, fazendo cursos... mesmo a gente querendo aquele tempão com as pessoas que amamos e gostamos, sobra mesmo só um tempinho.

Então os meus votos natalinos são praticamente os mesmos todos os anos: desejo que vocês aproveitem esse tempo para ver quem vocês amam e gostam. A vida é muito curta, e a gente tem que fazer valer a pena! E claro, comam bastante, se divirtam, viajem... todas essas coisas boas!

Até a próxima!