18 de fevereiro de 2013

London Experience: aeroporto, visto e voando com a TAP



Como essa foi a minha "primeira" viagem internacional (e de avião, para falar a verdade), não sabia absolutamente de nada sobre como embarcar, em que portão ir, como fazer check-in, etc, ainda bem que teve o namorado bem mais informado para me ajudar :) E a CI também, mas eu sou desesperada e perdidona, então a ajuda dele na hora com certeza me ajudou hahaha!
Os conselhos, dicas e relatos abaixo são de um ser que só teve esta única experiência, mas como consegui chegar lá e voltar sem problemas, acho que elas devem ajudar nem que sejam um pouquinho haha!


Aeroporto

O bom mesmo é você chegar no aeroporto umas 4 horas antes do seu embarque, porque aquelas desgraças que acontecem com os outros podem sim acontecer com você: trânsito, filas enormes no check-in, errar o caminho, etc.
O check-in pode ser feito online ou na hora. Na ida eu fiz o check-in lá no local, foi tudo rápido e tranquilo,  você apresenta o código de reserva (no meu caso a CI já me deu um papel com todas as informações dos meus vôos) e eles imprimem sua passagem (duas no meu caso já que fiz conexão em Lisboa). É nessa hora que você despacha a sua bagagem, não sei ao certo se o limite é imposto pela empresa ou pelo destino (por alguma lei ou norma), mas eu falei com alguns brasileiros lá em Londres e todos disseram que eles podiam levar 2 malas de 32kg, o mesmo limite imposto pela TAP, mas sempre é bom conferir no site da empresa aérea. No caso da TAP, eu não precisei retirar minha bagagem em Lisboa, eles fizeram a transferência.
Na volta eu fiz o check-in online, mas no final das contas foi a mesma coisa, com a diferença que em vez de apresentar o papel com as informações do vôo e da minha reserva eu apresentei um screenshot de um selo que eu tinha no meu celular.

A partir do momento que você terminou de fazer o check-in você já pode se dirigir ao portão de embarque, lembrando que é bom estar atento naquelas telas que mostram todos os vôos e seus respectivos portões de embarque e status, porque em alguns casos eles podem mudar o portão, diferindo do que está na sua passagem.
Antes de chegar nos portões e nos free-shops você tem que passar pela Polícia Federal, apresentar seu passaporte e passagem e em seguida passar pelos detectores de metal, tudo tranquilo também.
A partir daí é só ficar de olho no portão de embarque e esperar que eles liberem a entrada no avião (e olhar os free-shops para passar o tempo).

Chegando em Lisboa foi fácil, desembarquei, segui por um corredor, e onde uma placa indicava o local de transferência para o meu destino, eu segui. Passei novamente por um detector de metais e fiquei esperando novamente, sempre de olho nas telinhas (e nos free-shops para matar o tempo).
Você só pode ficar nessa área de transferência, não pode sair do aeroporto, primeiro porque esse não é o seu destino final, e segundo porque se você for estudar em Londres você não tem visto nenhum.


Visto

Como eu disse no primeiro post, não é necessário visto para ir estudar em Londres, contanto que você comprove que ficará no máximo até 6 meses e estará lá para estudar. No avião mesmo uma aeromoça distribuiu um papel para quem tivesse Londres como destino final ir preenchendo, porque lá na imigração eles pedem. Eles perguntam nome, tempo de permanência, telefone para contato, um contato de alguém caso aconteça algo com você, etc. Se você cochilou e não pegou o papel no avião tudo bem, porque lá no aeroporto tem. Chegando lá em Londres você vai passar pela imigração, eles vão pedir esse papel preenchido, perguntar o que você veio fazer, pedir que mostre comprovante de matrícula, estadia, passagem de volta, e talvez um extrato do seu cartão ou algo que comprove que você tem dinheiro para ficar por lá e carteira de vacinação. Feito isso eles vão carimbar seu passaporte com o visto temporário.


Voando com a TAP



O primeiro avião (São Paulo - Lisboa) que peguei foi bom, o espaço para mim não foi problema já que sou pequena, mas imagino que pessoas altas e com pernas compridas sofram um pouco (lembrando que fui na classe econômica né). O esquema das poltronas é 2-4-2. Tem televisões situadas ao centro, fones de ouvido, travesseiro e coberta.
O segundo avião (Lisboa - Londres), o esquema de poltronas era 3-3, o espaço novamente não foi problema (porque sou pequena).


Sobre a comida, eu achei bom na ida: no jantar ofereceram 2 opções, massa ou filé de frango à parmegiana, dois pãezinhos, manteiga, biscoitos, salada, pudim, e várias opções de bebidas.


No café-da-manhã serviram um croassaint sem recheio, pãozinho, manteiga, um negócio de café que nem tive coragem de abrir, frios, um doce e várias opções de bebida.
No segundo vôo serviram um lanche com queijo branco e geléia, suco e várias opções de bebida.
Já na volta ao Brasil, o lanche do vôo de Londres para Lisboa foi a mesma coisa, porém o sanduíche era de peixe cru com  tomate e rúcula. Estou sendo bem sincera quando digo que eu tentei comer, comi metade mas não deu, tirei todo o peixe e tomate e comi só o pão no final das contas. Eles podiam servir algo que seja mais do gosto comum, não é todo mundo que gosta de sashimi defumado, ainda mais no pão (se é que pelo que eu reparei, é bem comum na Europa, então eu que estou "fora do comum" rs).
No vôo de Lisboa para São Paulo foi a mesma coisa da ida, porém dessa vez só tinha uma opção de prato quente, que tinha carne. Fico imaginando como ficaram os vegetarianos, talvez eles tivessem alguns pratos vegetarianos reservados especialmente, mas achei estranho eles não oferecerem uma opção e já ir servindo direto uma só opção sem ao menos perguntar. O café-da-manhã também foi a mesma coisa.
Em geral eu gostei bastante, comida de avião não é assim tão ruim como dizem, lógico que não é comida de mãe, mas considerando o fato que é coisa terceirizada, é bom.

Eu fiquei decepcionada com o entretenimento. O vôo de São Paulo para Lisboa dura 9h50min, e nele passaram 3 filmes, sendo que o primeiro e o último eram repetidos. No vôo de Lisboa para Londres que dura 2h30min eles passam algumas propagandas e programinhas "bestas", mas como não demora muito nem me importei.
Na volta, no vôo de maior duração eles passaram noticiário e 2 episódios de uma série americana. Não é por nada não, mas num avião eu esperava filmes, não noticiário :P

O tempo dos vôos na ida e na volta eram os mesmos, e o tempo de espera em Lisboa para realizar a conexão era mais ou menos de 3h50min.


Turma da Mônica ajudando a acabar com o tédio no avião :)
Como eu já disse ali em cima eles transferiram as bagagens, então não tive que fazer nada. Lembrando que você pode despachar 2 malas de 32kg e levar uma bagagem de mão de 5kg pela TAP.
Na ida foi tudo bem, mas na volta quando cheguei em casa reparei que um zíper estava quebrado na parte que coloca o cadeado, isso porque em aeroportos eles jogam sua mala sem nenhum muito cuidado :/ Mas pelo menos todo o conteúdo estava lá são e salvo.

No geral eu gostei de voar com a TAP, achei o atendimento bom, serviço de bordo bom, e é uma das companhias mais baratas se você quer ir para Londres. Uma vantagem se o seu inglês não é muito bom é que eles falam português, e isso facilita e muito as coisas (por se tratar de uma empresa portuguesa). Voaria de novo sim caso não pudesse optar novamente por um vôo direto.


É isso, espero que tenha ajudado alguém a dar uma esclarecida nesse processo todo de deslocamento daqui para Londres.
O próximo post será sobre a escola que estudei, a St. Giles. Não se preocupem que a parte legal dos lugares que visitei e fotos da cidade virão logo mais, ainda estou separando fotos dentre as 6.000 que eu tirei lá.

Até mais! :)

2 comentários:

  1. Olha tu foi com a TAP. Eu tinha ouvido uns papos que a empresa estava meio em crise e quase pra fechar, algo assim. Daí é sempre arriscado pq nunca se sabe se pode acontecer algum imprevisto com eles e cancelarem os voos. Mas que bom que você foi e deu tudo certo. É uma cia aerea de Portugual, por isso as coisas em português e a parada em Lisboa. Uma pena que você não pode descer pq a conexão era 'rápida'.
    E também fiquei curiosa a respeito da comida com só uma opção sendo de carne. E os outros que não come, como fica? ahhaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Séééério? Gente, nem tava sabendo, joguei no Google e tudo mais na época e não tinha visto nada disso, ainda bem que não aconteceu nada mesmo!
      É né? Achei mancada isso, tinha um purê além da carne, mas né, duvido que algum vegetariano queira comer um purê com um monte de carne encostando do lado.

      Excluir