20 de fevereiro de 2013

London Experience: Oyster Card e transporte público


Oyster Card

Se você for para Londres, com certeza vai precisar de um Oyster Card. Ele é igual ao nosso Bilhete Único, serve para pegar tanto ônibus quanto metrô. As tarifas variam de acordo com as zonas que você vai viajar: Londres é dividida em 6 zonas (tem até a 9, mas pelo que eu entendi eles não consideram mais como Londres). Quanto mais você viaja pelas zonas, mais caro é.



Você pode carregar seu cartão com Travelcards ou com dinheiro mesmo (pay as you go) em guichês ou caixas (bilheterias) eletrônicos.
Se você optar pelo travelcard, tem várias opções: diário, semanal, mensal e anual, e você deve especificar as zonas em que você vai andar (ex: zonas 1-5). O preço depende do período que o travelcard vai cobrir e das zonas que você vai andar. É como se você fechasse um pacote, paga um preço fixo e anda o quanto quiser.
Se você optar pelo pay as you go, é só carregar o quanto você quiser, porém atenção: você passa duas vezes o cartão no metrô, uma vez na entrada e outra na saída, e você tem que ter crédito no cartão, senão eles te cobram uma multa de 80 libras. O mesmo acontece se você tentar utilizar um travelcard vencido.

O que eu fiz foi comprar um travelcard mensal para as zonas 1-4 porque minha escola ficava na zona 1 e minha casa na zona 4, e quando precisava ir além dessas zonas, carregava meu cartão com dinheiro. É só perguntar pro funcionário do guichê ou ver no caixa o preço, carregar, e ir.

Se você está no dormitório da sua escola ou está lá só para visitar, é legal você carregar seu Oyster Card com um travelcard para as zonas 1-2, que é onde estão a maior parte dos lugares para visitar e pontos turísticos. Ou mesmo utilizar o pay as you go, mas na minha opinião com o travelcard você se preocupa menos.

Também é importante dizer que lá eles não aceitam dinheiro nos ônibus, é só Oyster ou ticket, nos pontos de ônibus mais movimentados tem um caixa para você comprar tickets.

Quando você compra seu Oyster você tem que pagar 5 libras pelo cartão fora o que você for recarregar, mas como bons gentlemens que os britânicos são, você pode devolver ele no fim da sua viagem em qualquer bilheteria e pegar essas 5 libras de volta e todo o dinheiro que você não utilizou.


Transporte Público

Dá para fazer tudo em Londres com metrô, tudo mesmo. Fiquei impressionada com a qualidade, eficiência e educação dos londrinos. Mas quando digo que é eficiente e de qualidade, não vá pensando que nos horários de pico ele não fica cheio, porque fica. Mas nunca tive problemas para embarcar num trem, e mesmo nas estações mais cheias você espera no máximo, estourando mais dois trens para embarcar, o que não é muito já que lá tem trens de 2 em 2 minutos nessas horas. 

Em todas as plataformas eles tem painéis que mostram qual o próximo trem a chegar e em quanto tempo. Uma diferença pro metrô de São Paulo é que os trens de lá podem não percorrer toda a linha, e parar em alguma estação antes da última da linha, então tem que prestar atenção quanto ao destino deles.

O que eu achei "estranho" foi o tamanho dos vagões, achei eles pequenos haha!


O legal é que eles realmente esperam o pessoal sair do trem para entrar! Fato impressionante para a paulistana aqui. Além disso, a regra da escada rolante na qual você tem que liberar a esquerda para as pessoas que quiserem ir mais rápido passarem funciona muito bem, nessas 4 semanas em que estive lá, ninguém ficou parado na esquerda, ninguém.

As baldeações também são tranquilas, tudo muito bem sinalizado, não tem como se perder. O mapa do metrô pode parecer complicado na primeira olhada, mas logo você se familiariza.

Em cada ponto de ônibus tem uma relação das linhas que passam por lá e um mapa com diferentes letras em diferentes ruas. Segundo um amigo meu que pegou mais ônibus do que eu, funciona assim: você quer seguir por tal rua com a letra "K". Logo abaixo do mapa vai ter a letra acompanhada por nomes de alguns ônibus, são esses que você pode pegar para chegar ao seu destino. Legal e simples, né? E, assim como no metrô, em cada ponto tem uma plaquinha falando que ônibus vai chegar e em quanto tempo.

Um double decker antigo! Mas não se iludam, é raro ver um, esse daí da foto por exemplo nem está a serviço do transporte público.


Espero que eu tenha ajudado, qualquer dúvida, mandem perguntas no meu ask.fm ou por comentário! :)


Agora eu vou começar a fazer posts sobre os lugares que visitei por lá, acho que vou começar pelos passeios grátis, o que acham? Fui!

2 comentários:

  1. Aí, que viagem mais linda! Quero muito ir pra Europa! Adorei suas dicas, serão muito uteis pra quem vai ou pretende ir pra lá. Tomará que eu vá. Gostei bastante do seu blog :)
    ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que minhas dicas estão sendo úteis! :)
      Você vai sim, e acredite, vai valer demais a pena hahaha!

      ;*

      Excluir