21 de outubro de 2013

HUEHUEHUEHUEHUE


"Estrangeiros comemoram preço do PS4 no Brasil por manter brasileiros longe", é o nome da matéria da Folha de São Paulo que eu li ontem. A matéria contém algumas opiniões de pessoas pelo mundo afora que detestam - até odeiam - jogar jogos com brasileiros. A princípio, alguém que nunca jogou um jogo online, ou um jogo de videogame que possibilita as pessoas de vários lugares do globo jogarem juntas, pode pensar "que horror! Brasileiro sofre muito preconceito mesmo". Mas não é bem por aí. Quando li a matéria, fiquei triste sim com essa imagem que os brasileiros têm, mas eu também entendo perfeitamente que essa imagem foi rascunhada, desenhada e finalizada por nós mesmos. 

Já faz um tempo considerável, vejo muitas pessoas nas redes sociais fazendo piadas com "HUEHUEHUEHUEHUE". No começo achei que elas estavam apenas rindo, mas logo percebi que não, que o "HUEHUEHUEHUE", é um jeito dos gringos (eu digo gringos com carinho, tá? :) ) tem de tirar uma com os brasileiros, exatamente por causa do jeito que rimos no mundo da internet. Mas além disso, o "HUEHUEHUE" carrega em si toda a má fé e falta de espírito esportivo de muitos brasileiros por aí nos jogos.  A matéria acima citada fala de alguns exemplos do comportamento de alguns brasileiros nos jogos, e é fato, não tem como negar: quando jogava MMORPG (RPG online), os que mais ficavam "HEAL PLZ", "BR BR BR" e "GIMME MONEY PLZ", eram de fato nossos conterrâneos. Não era nada anormal brasileiros educados fingirem que não eram brasileiros só para não ficar mal na fita (eu era um deles). Claro, não são todos os brasileiros que são mal-educados e rudes, caso não tenha ficado claro acima. Muitos por aí jogam direitinho, se divertem e não estragam a diversão de ninguém. 

O problema é quando você pensa e sabe que isso não acontece só nos jogos online. No dia-a-dia, presenciamos um monte de atos que nos dão vergonha de vestir o verde e amarelo. Um exemplo que eu poderia citar agora, é um vídeo de um canal de YouTube em que os criadores vão ao Burger King burlar a regra do refil, para encher um galão de 20 litros de refrigerante. Eles então enchem o copo, e tranferem o conteúdo para o galão, e quando a gerente tenta impedi-los, eles dizem que as regras do refil são claras, você pode encher o copo quantas vezes quiser num período de 30min, e o que eles fazem com o conteúdo do copo, aí já não é especificado, e portanto eles podem sim encher um galão de 20 litros contanto que o preencham com o conteúdo do copo. Chamam a segurança, chamam o pessoal das questões jurídicas do shopping e no final das contas, estes julgam que os rapazes estão certos e deixam eles encherem o tal do galão. Eles dizem que eles só quiseram pôr a prova de que dá sim para burlar essas grandes corporações multimilionárias, e que o que fizeram não foi roubo, que eles só quiseram provar o ponto deles e entreter as pessoas. O que eu vou dizer agora, é inteiramente minha opinião; não sei o conteúdo do resto do canal deles, mas pelo que entendi é de pegadinhas do tipo. Bom, para começar, eu acho muitíssimo brasileiro, se aproveitar da falta de especificações de regras/leis para se dar bem. E sabe, no caso, foi por refrigerante de graça. REFRIGERANTE. É por isso que o esquema de refil demorou tanto para chegar aqui, porque as pessoas não tem o bom senso de saber que, o refil é para você tomar ali enquanto come, e não para encher um galão de 20 litros. E se, eles só queriam provar um ponto, eu acho que eles poderiam muito bem devolver o refrigerante para o restaurante. Essa ação perturbou os demais clientes que queriam encher seus copos e as pessoas mais próximas do local, já que vieram um monte de seguranças. Não é só porque você "pode" que você deve fazer.

Mas acho que uma das coisas que mais me irritam no lado negativo do jeitinho brasileiro, é a falta de senso de comunidade. Jogar lixo nas ruas, não dar seu lugar aos que precisam mais do que você, de tratar os outros bem no cotidiano, separar devidamente o lixo reciclável, cuidar bem dos equipamentos públicos... enfim. Tudo ou é muito "é meu então cuido bem porque me custou dinheiro" ou "não é meu então não cuido, posso fazer o que quiser que o problema não será meu". As pessoas ficam chateadas quando digo que quero morar fora do Brasil um dia (provavelmente Londres, uma cidade em que pude chamar de lar, mesmo que por apenas um mês). Mas a verdade é que lá, esse tipo de pensamento de comunidade que eu digo aí em cima, é muito mais forte. A educação lá conta. Certo, tem alguns babacas, mas isso tem em todo o lugar,. A diferença é que em alguns lugares, isso é visto com mais olhos e seriedade, e não como algo normal e engraçado. O Brasil foi meu lar na maior parte da minha vida, e eu agradeço tudo o que eu passei por aqui. Mas acho que infelizmente, não consigo mais pensar neste lugar como meu lar. Cansa ver esse tipo de coisa, dia após dia. Sei que isso soa meio extremista e odioso, mas não é. O Brasil ainda vai mudar de atitude e ser o país que ele tem todo o potencial de ser. Mas para isso, cada um tem que ser consciente do que faz. Clichê, mas verdade. Se não fosse, não tinha estrangeiros - e brasileiros - frustrados com suas partidas de jogos estragadas por brasileiros maldosos e desocupados.

Mais uma vez, não quero distribuir ódio para ninguém. Apesar de ter criticado o vídeo dos três rapazes do refrigerante, como eu já disse, não vi o resto do conteúdo do canal deles. Critiquei sim, mas para dar uma desabafada e para que cada um possa olhar para dentro de si mesmo e ver o que é possível fazer pelo país e pelo mundo. Cada atitude conta SIM.

2 comentários:

  1. Não posso opinar muito, pois não conheço muitos lugares fora do Brasil, mas nosso país realmente tem MUITO em que melhorar. Talvez não seja pior que outros lugares, pois, como vc mesma disse, há problemas em todos os lugares.
    ps: Obrigada pelo seu comentário lá no blog, Lari *-*
    xoxo

    S2juuh.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não conheço muitos lugares fora do Brasil, mas tive a oportunidade de conhecer pessoas de várias nacionalidades e dá para ver pela conversa e o que eles falam do lugar de onde vieram como as coisa são diferentes. Não quero de maneira alguma generalizar o povo brasileiro, mas nossa, como precisamos melhorar hahaha! Mas é bem isso mesmo, gente ruim infelizmente tem em todo o canto do mundo!
      Não precis agradecer, seu blog é um cantinho super agradável! :)

      Excluir