22 de setembro de 2014

O "Capitan's Log" de uma quase Arquiteta - Dia 267

A greve finalmente encontrou o seu fim, após cento e tantos dias. Teoricamente, as aulas recomeçaram hoje, mas só na teoria mesmo. 
Uma colega da minha sala enviou um email ao nosso professor da nossa única matéria (tirando o TFG, mais conhecido como TCC e o estágio obrigatório) para perguntar se essa semana teríamos aula. Acabou que ele nos informou que o contrato de professor substituto dele havia acabado no período de greve e portanto ele não poderia ser mais nosso professor. AHN? Como assim UNESP, me larga! Tomando como base experiências passadas semelhantes, prevejo uma longa espera por um novo professor. Em universidade pública é assim, concursos, burocracia, enrolações e aí assim aulas, mas daí vem greve, desorganiza tudo e volta à estaca zero.
Com o estágio eu estou bem tranquila, com certeza já cumpri as horas mínimas que a instituição exige, mas obviamente continuo estagiando pois a experiência - e para que mentir: o dinheirinho também, mesmo sendo salário de estagiário - contam muito. Estou gostando muito do escritório onde estou estagiando, pois lá fazemos desde projetos até a realização de obras, e não é só o projeto arquitetônico, mas também os complementares, como ar-condicionado, elétrica, combate a incêndio, móveis, etc. Bem legal mesmo.
Já o TFG, eu continuo perdida. Nunca fui boa em monografias e trabalhos acadêmicos escritos em geral, as regras e todas as citações são cansativas demais. Porque raios tenho que referênciar tudo, se tem a bibliografia? Sim, algumas partes são essenciais, como em citações diretas ou alguns pontos que são viais para a sua pesquisa e que você achou em algum lugar, mas poxa, ficar referênciando quase tudo é muito chato. Não gosto de escrever, o meu negócio é projeto e desenho, acho que vou curtir mais essa parte (e me estressar mais também, de certa forma), mas até chegar nessa parte, ainda tem muito texto para escrever.
E assim chego ao dia 267: ainda atordoada da greve, estamos todos naquele estágio em que o calendário vai ser reformulado, que todos sabemos que vão querer comprimir tudo o que puderem, e que o tempo vai ser curtíssimo. Estou desesperada, mas vai dar tudo certo, não vai? Não vai?
Por hoje é só, diário de bordo, até a próxima, espero que, em águas mais calmas.



Para quem quiser me seguir nas minhas outras redes sociais:



Até a próxima!

2 comentários:

  1. Que bom que você está gostando do seu estágio! Já eu estou beeeem perdida, faço estágio em uma escola, não é muito legal :T hahaha
    :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, para mim qualquer um que trabalhe na área do ensino tem um pedacinho reservado no céu, porque olha, última coisa que gostaria de fazer na vida por conta da trabalheira que dá hahahaha!

      Excluir