28 de maio de 2016

Sponge Drop Klass Vough


Olha eu aqui soltando a minha blogueira de beleza interior novamente hahaha! O post de hoje vai ser sobre a Sponge Drop da Klass Vough, que é famosa (ao menos aqui no Brasil) por ser uma substituta mais barata da famosa Beauty Blender.

Eu fiz um vídeo para o meu canal no YouTube falando das minhas primeiras impressões, confere aí em baixo:




Agora, depois de usar o produto mais algumas vezes, venho aqui no blog para fazer uma resenha completa dele.


No vídeo eu falei que a esponja absorvia muito mais base do que se fosse aplicado com pincel, mas se você passar um pouco na base com os dedos no rosto só para colocar a quantidade necessária e depois espalhar com a sponge drop, ela absorve menos, mais ainda assim um pouquinho mais do que com o pincel.

Aplicar a base com esponja dá mesmo um aspecto bem legal de pele natural mas a cobertura diminui. Você pode esperar a primeira camada da base secar e aplicar uma segunda camada com a sponge drop, mas ainda assim a cobertura é menor e a camada de baixo acaba saindo um pouco porque a esponja absorve um pouco. Ou seja, é para quem quer aspecto de pele natural, só para tirar vermelhidão do rosto ou manchinhas mais claras. Bem natural mesmo :)
Claro que o efeito varia de base para base. Esse que eu usei é a base mate líquida da Quem Disse Berenice? que tem uma cobertura média, mas se você usar uma base de alta cobertura e mais densa, a cobertura vai aumentar.
Como a esponja distribui a base de maneira mais uniforme na aplicação, senti que os meus poros dilatados foram melhor "preenchidos" e assim deu uma melhorada no aspecto deles, melhor do que usando o pincel ou a mão.

(Em cima: pele natural. Em baixo: pele com uma camada de base aplicada com a sponge drop). Para ver a foto maior e com mais detalhes, clique nela :)

Eu usei a sponge drop umas 5 vezes até o momento em que eu escrevo este post. Da segunda e outras vezes que usei a esponja, eu senti que ela estava BEM mais macia do que da primeira vez que eu usei, no vídeo. Me surpreendi e agora até faço hora ao passar a base para sentir a esponja no meu rosto hahaha!

Outra coisa é que na segunda vez que eu lavei a esponja, vi que apareceram algumas fissuras na superfície:


Confesso que nessa segunda lavagem eu usei muita força de limpeza aí hahahaha! Mas para ser justa, é meio impossível limpar a esponja a fundo sem apertar e esfregar. Mas a partir da segunda lavagem eu tenho tomado um pouco mais de cuidado, eu lavo o lado externo fazendo movimentos circulares na palma da mão até a base dissolver bastante e aí sim eu dou uma esfregada mais de leve na superfíce e aperto a esponja com mais delicadeza para dar uma lavadinha por dentro, e depois coloco embaixo d'água apertando para sair todo sabão de dentro e de fora. Com essa lavagem mais delicada, não vi nenhum aumento nas fissuras, então acho que eu vou aposentar essa esponja porque o tempo dela realmente chegou, não porque ela vai quebrar ou coisa assim.

Vale lembrar que para secar a sponge drop (na verdade qualquer tipo de esponja), é sempre em lugar aberto e ventilado, se não cria fungos mesmo!

Eu realmente gostei da Sponge Drop, e se um dia eu tiver uma Beauty Blender, venho aqui contar as diferenças entre elas.

Até a próxima!

UPDATE 11/06: eu lavei a Sponge Drop pela sétima vez (mais ou menos) e a esponja rachou. Enquanto lavava sentia que ela já estava quebrada por dentro, e daí a rachadura atingiu a superfície da esponja. Então gente, nada de lavar apertando com muita força HAHAHAHA! Ainda dá para usar tranquilo, mas ela está rachada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário